O rio Mendoza é vital para a sobrevivência do oásis norte:
fundamentalmente nos oferece água para os cultivos e para o consumo humano, energia através de sua hidroelétrica e turismo de aventura (rafting, caiaque)
O rio Mendoza é um rio de degelo que nasce no Aconcagua, e recebe água de numerosos afluentes. Ao Norte, dos rios: Las Cuevas, Las Vacas, Picheuta, Uspallata. E ao Sul, dos rios: Blanco e Tupungato. Irriga as terras dos municípios de Luján de Cuyo, Maipú, Guaymallén, Las Heras, San Martín e Lavalle na província de Mendoza. Desemboca nas lagoas de Guanacache que, com o passar do tempo, estão secando gradualmente devido à construção de represas e obras para uso da hidroelétrica e que não permitem que as correntes fluam até a região. Possui um caudal de 50 m³/s e abastece os principais oásis da região.

No rio Mendoza está o Dique Cipolletti, construído pelo engenheiro italiano Cesare Cipolletti, radicado na província. Foi inaugurado em 1890 e é utilizado como defesa contra possíveis subidas das águas do rio. A Usina Las Compuertas por sua vez, tem duas barragens: uma fixa e uma móvel, cada uma com suas comportas, tomada de água com seu Canal Regulador, casa de descarga, canal de acesso à tomada de água, canal adutor, câmaras desassoreadoras e câmara comum.
A represa de Potrerillos, localizada a 1.381, começa a encher em 2001. Recebeu um investimento de $268 milhões de dólares (US) e tem como objetivos regular os caudais do rio e fornecer água potável para a população da Grande Mendoza.
Os sistemas de irrigação evoluíram, permitindo uma otimização do uso da água. Desde os sistemas originais dos huarpes (por “manto” cobrindo toda a área cultivada), até o inovador sistema de irrigação por gotejamento desenvolvido pelos israelitas que, mediante computadores, regula a quantidade de água que recebe cada cepa (usam-se grandes reservatórios e a água é bombeada por grandes tubulações, e vertida gota a gota em cada planta). O cuidado com a água é prioridade em Mendoza, e existem leis rigorosas que fiscalizam o organismo constitucional de Mendoza: a Direção Geral de Irrigação, com a participação dos proprietários que recebem a água.

Esta entrada también está disponible en: Espanhol, Inglês

¿Qué te pareció la publicación?

Loading Facebook Comments ...