Na região norte da província são dois oásis vinho facilmente distinguíveis: o Oasis Norte e Oasis Leste.

Oásis Norte

No Oásis Norte (zona alta do rio Mendoza) quase todas as variedades nobres se adaptaram com facilidade, se destacando o Malbec.

O norte provincial é apto para os brancos frutados e tintos jovens; o leste é a zona de maior produção. Dois departamentos formam a Primeira Zona: Maipú e Luján de Cuyo. Os vinhos que produzem estas adegas -industriais, familiares e “boutique”- são de renome.

Principais variedades de uvas: Chenin, Torrontés, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir, e Syrah, mas, principalmente, Malbec.

Altitud de los viñedos: 650 a 1000 m.s.n.m.

Os terroirs mais conhecidos: Agrelo, Perdriel, Vistalba, Cruz de Piedra, Lunlunta y Barrancas.

 Oásis Leste

No Oásis Leste se estende o Vale Central, uma planície (entre 640 e 750 metros de altura) que recebe as águas do rio Tunuyán e abarca parte cultivada dos departamentos de Junín, Rivadavia, San Martín e Santa Rosa. Este amplo oásis é o de maior produção da província, onde se implanta grande quantidade de variedades de uvas. Suas adegas, situadas a uns 50 quilômetros da cidade, foi incrementado a elaboração de vinhos “premium” (apesar de que aqui os Caminhos do Vinho se encontrem ainda em processo de desenvolvimento).

Principais variedades de uvas: Torrontés, Chardonnay, Syrah, Bonarda, Tempranillo e outros estirpes menos conhecidas, tais como Sangiovese e Viognier.

Altitud de los viñedos: 640 a 750 m.s.n.m.

 

Esta entrada también está disponible en: Espanhol, Inglês